O que pode causar a deficiência de testosterona?

Compartilhe

Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
o-que-pode-causar-a-deficiencia-de-testosterona

A testosterona é o hormônio sexual masculino produzido nos testículos. Os níveis de hormônio testosterona são importantes para o desenvolvimento e funções sexuais masculinas normais.

Durante a puberdade, a testosterona ajuda os meninos a desenvolver características masculinas, como pelos faciais e corporais, voz mais profunda e força muscular. Os homens precisam de testosterona para produzir esperma. 

Os níveis de testosterona geralmente diminuem com a idade, então os homens mais velhos tendem a ter níveis baixos de testosterona no sangue.

Porém, algumas causas podem causar a deficiência de testosterona antes do tempo e, sobre isso meus amigos e minhas amigas, falo no artigo abaixo!

Causas da baixa testosterona

Alguns homens têm níveis baixos de testosterona. Isso é chamado de Síndrome de Deficiência de Testosterona ou Baixa Testosterona. 

Deficiência significa que o corpo não possui o suficiente de uma substância necessária. Síndrome é um grupo de sintomas que, juntos, sugerem uma doença ou condição de saúde.

A American Urology Association (AUA) identifica níveis baixos de testosterona no sangue como menos de 300 nanogramas por decilitro (ng / dL). Esses sintomas ou condições podem acompanhar:

  • Baixo desejo sexual 
  • Fadiga
  • Massa muscular magra reduzida
  • Irritabilidade
  • Disfunção erétil
  • Depressão

Existem muitas outras razões possíveis para esses sintomas, como uso de opióides, algumas condições congênitas (condições médicas com que você nasceu), perda ou danos aos testículos, diabetes e obesidade (excesso de peso). 

Os dois tipos básicos de deficiência de testosterona (hipogonadismo): primária e secundária.

Leia também::: Telômeros e o impacto na longevidade

Hipogonadismo primário

Testículos hipoativos causam hipogonadismo primário. Isso porque eles não fabricam níveis suficientes de testosterona para um crescimento e saúde ideais. 

Essa subatividade ocorre por uma característica herdada. Também ocorre por acidente ou doença.

As condições herdadas incluem:

  • Testículos que não desceram: quando os testículos não conseguem descer do abdômen antes do nascimento
  • Síndrome de Klinefelter: condição em que um homem nasce com três cromossomos sexuais: X, X e Y.
  • Hemocromatose: muito ferro no sangue causa insuficiência testicular ou lesão hipofisária

Os tipos de lesão testicular que podem levar ao hipogonadismo primário incluem:

  • Lesão física nos testículos: A lesão deve ocorrer em ambos os testículos para afetar os níveis de testosterona.
  • Orquite por caxumba: uma infecção por caxumba pode causar lesões nos testículos.
  • Tratamento do câncer: a quimioterapia ou a radiação podem danificar os testículos.

Hipogonadismo secundário

O hipogonadismo secundário é causado por danos à glândula pituitária ou hipotálamo. Essas partes do cérebro controlam a produção de hormônios pelos testículos.

Condições hereditárias ou de doença nesta categoria incluem:

  • Distúrbios hipofisários: causados ​​por medicamentos, insuficiência renal ou pequenos tumores
  • Síndrome de Kallmann: uma condição ligada à função anormal do hipotálamo
  • Doenças inflamatórias: como tuberculose, sarcoidose e histiocitose, que podem afetar a glândula pituitária e o hipotálamo
  • HIV / AIDS: que pode afetar a glândula pituitária, hipotálamo e testículos

Circunstâncias adquiridas que podem levar ao hipogonadismo secundário incluem:

  • Envelhecimento normal: o envelhecimento afeta a produção e a resposta aos hormônios.
  • Obesidade: O alto teor de gordura corporal pode afetar a produção e a resposta hormonal.
  • Medicamentos: analgésicos opióides e esteróides podem afetar a função da glândula pituitária e do hipotálamo.
  • Doença concomitante: O estresse emocional severo ou o estresse físico de uma doença ou cirurgia podem fazer com que o sistema reprodutivo seja temporariamente interrompido.

Você pode ser afetado por hipogonadismo primário, secundário ou misto. O hipogonadismo misto é mais comum com o aumento da idade. 

Pessoas submetidas à terapia com glicocorticóides podem desenvolver a doença. Também pode afetar pessoas com doença falciforme, talassemia ou alcoolismo.

Leia também::: Entenda a diferença entre reposição hormonal e o uso de anabolizantes

Mudanças que você pode fazer

Se você estiver apresentando sintomas de deficiência de testosterona, as mudanças no estilo de vida podem ajudar a aliviar seus sintomas.

Um bom primeiro passo é aumentar os níveis de atividade e manter uma dieta saudável para reduzir a gordura corporal. 

Também pode ser útil evitar medicamentos glicocorticóides, como prednisona, bem como analgésicos opioides.

Se as mudanças no estilo de vida não funcionarem para você, pode ser necessário iniciar a terapia de reposição de testosterona (TRT) para o tratamento. 

A TRT pode ser muito importante para ajudar adolescentes do sexo masculino com hipogonadismo a experimentar o desenvolvimento masculino normal. 

Além disso, níveis suficientes de testosterona ajudam a manter a saúde e o bem-estar em homens adultos.

Para saber mais sobre a deficiência de testosterona, confira também o vídeo que preparei para meu canal do Youtube clicando no play abaixo!